Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Inês Aroso - Escritora

Sempre sonhei ser escritora... Aqui, sou!

Inês Aroso - Escritora

Sempre sonhei ser escritora... Aqui, sou!

Todos os nomes do amor

02.05.19 | Inês Aroso | comentar
- "Avó, conta-me histórias de amor", pediu-lhe Sofia, de 15 anos, enquanto viam os barcos no cais, sentadas no banco, encostadas uma à outra, com carinho. - "Está bem, Sofia, mas quando o veleiro partir, vamos para casa... Ora bem, vou começar... Isaac apaixonou-se (...)

Amor pintado nas paredes

10.04.19 | Inês Aroso | comentar
Madalena era a última das românticas. O último do sexo masculino era eu. Conversei com ela, numa tarde de Primavera, e contou-me a sua história. Era para ser uma entrevista sobre as mulheres que abdicam da carreira para gerirem a casa e educarem e cuidarem os filhos. O (...)

Escondes-me no teu olhar?

06.04.19 | Inês Aroso | comentar
  Título: Cláudia Azevedo Fotografia: Inga Freitas Texto e olhar: Inês Aroso   Sara, 41 anos, cabelos castanhos, entra na sala quase vazia do café e escolhe o lugar do canto. Aquele local, miraculosamente esquecido pelos turistas que invadem a cidade, foi dos poucos (...)

Buraco negro

05.04.19 | Inês Aroso | comentar
Sabes o que é um buraco negro? É onde tudo começa. É onde tudo acaba. Para mim é um buraco no peito. Vês-me de um lado ao outro. Sentes o vazio. Um vazio que dói. Mas as pessoas passam. Não reparam em mim. Outras riem. Outras fingem que não vêem, incomodadas. (...)

Lina, mulher a dias

02.04.19 | Inês Aroso | comentar
  Lina ama a dias. Despe o corpo de pudores. Veste a alma de sonhos. Ama dia-sim, dia-não. Nos dias em que não ama odeia. Odeia o amor.  Nesses dias-não, amaldiçoa o dia em que o conheceu. Recorda momentos que viveu com ele com tanta nitidez e pormenor que os poderia (...)

As bananas também se apaixonam

31.03.19 | Inês Aroso | comentar
Eram duas bananas. Iguais a tantas a outras. Ainda verdes e rijas, viajaram dos confins, juntamente com as outras, para um contentor, para um navio, para um armazém e, finalmente, para um hipermercado de uma cidade dos subúrbios.   Estavam quase amarelas, quando o (...)

Amores (im)perfeitos em co(r)pos de cristal

27.03.19 | Inês Aroso | comentar
  De súbito, um espaço em branco. A vertigem do vazio. O tempo passa. Dos vidros estilhaçados nasce um cristal. Tens luz em ti. Tens o mundo para nós.   Abraças-me. Sem medos.  Os olhos nos olhos de quem se quer ver. Os lábios nos lábios de quem se quer falar e (...)

A Cinderela perdeu os dois sapatos

12.03.19 | Inês Aroso | comentar
Ele sabe o que quer da vida. Ela sabe que o quer na sua vida. Ela não está incluída nos planos dele. Ela não compreende como é que algo tão intenso não é correspondido. Da última vez que conversaram, ela achou que era a última vez que se viam. E foi. Ela desistiu (...)