Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Inês Aroso - Escritora

Sempre sonhei ser escritora... Aqui, sou!

Inês Aroso - Escritora

Sempre sonhei ser escritora... Aqui, sou!

Perdidos e achados

22.08.23 | Inês Aroso | comentar
Esqueceste-me naquela estação de comboios. Esperei, por ti, tu não me foste buscar. Depois disso, mil páginas se escreveram, mil viagens se fizeram. Um dia, apareceste lá e viste-me, sentada no banco, como se tivesse parado no tempo e eu estivesse na secção dos (...)

Amor pintado nas paredes

10.04.19 | Inês Aroso | comentar
Madalena era a última das românticas. O último do sexo masculino era eu. Conversei com ela, numa tarde de Primavera, e contou-me a sua história. Era para ser uma entrevista sobre as mulheres que abdicam da carreira para gerirem a casa e educarem e cuidarem os filhos. O (...)

Lembras-te da última vez que saíste à noite?

04.04.19 | Inês Aroso | comentar
Noutro dia, encontrei-me com a Isabel para tomarmos um café e perguntei-lhe: “Lembras-te da última vez que saíste à noite?” Ela hesitou um pouco, mas respondeu-me: “Ah, foi no sábado passado…”. “Que sorte”, pensei eu, com vergonha de confessar há (...)

Alice parte o espelho

23.03.19 | Inês Aroso | comentar
Todas as manhãs, antes de sair, Alice, de 44 anos, olhava-se ao espelho. - Que gorda! - Que despenteada! - Que velha! - Que olheiras! - Que mal-vestida! - Que pálida! - Que...   Numa dessas manhãs, tudo mudou. Ia sentada no metro para o trabalho, consultava as redes (...)

"Hoje é o primeiro dia do resto da minha vida"

08.03.19 | Inês Aroso | comentar
Graça fechou a porta. Sem pressas. Com solenidade.   Pegou nas duas malas e entrou no elevador. Um suspiro. Carregou no botão do piso 0.   Lá fora, a chuva intermitente fê-la caminhar mais rapidamente para o táxi que a esperava. O motorista colocou as malas na (...)

"Be a man!", she says!

02.03.19 | Inês Aroso | ver comentários (1)
Admiro os homens lutadores, que se apaixonam por mulheres indomáveis.  Admiro os homens inteligentes, que percebem as mulheres difíceis de entender. Admiro os homens corajosos, que não procuram mulheres que os façam sentir superiores. Admiro os homens exigentes, que (...)

Falta de (m)ar

28.02.19 | Inês Aroso | comentar
Parecia um dia normal. De súbito, ficou sem ar. Não queria estar mais ali fechada. Naquela sala. Naquela aldeia tacanha. Naquela relação moribunda. Vestiu o seu melhor vestido. Pôs o baton vermelho. Pousou a chave de casa na entrada. E foi despejar o lixo.